Amizade

Publicado em Julho de 2011
Ah, a amizade... Uma das maiores bençãos que um ser humano pode receber é a consciência do valor de uma verdadeira amizade!

É uma pena que as pessoas troquem de amigos como se não significasse absolutamente nada!
Deixam as pessoas de lado... não se esforçam pra tentar manter contado, nem pra aliar interesses...

Já tive amizades em que tentei de tudo pra não perder... Pessoa legal, porém preocupada com outras coisas. Tentei tudo mesmo. Avisei que nossa amizade tava tomando um péssimo rumo... Alertei que, se continuasse naquele ritmo, em breve não nos falaríamos mais...
"Amizade é como fone de ouvido. Se só um lado funciona, joga fora!"
Tentei conversar, tentei marcar eventos... tudo falhou. Adotei outra tática. "Tudo bem, sabes onde estou. Quando quiser, sabes onde me encontrar".
É, não deu certo. Perdi para os livros.

Outra coisa ruim é quanto perdemos o contato com as pessoas que considerávamos amigos... E aí, um tempo depois, passamos por elas na rua e sai apenas um "oi" ou "opa"...
Não que, nesse caso, a culpa seja de uma pessoa ou de outra... mas sim dos dois!
Aconteceu isso com meus amigos da época do ensino médio... Apenas um se salvou (pelo menos, o melhor).

Mas claro que a amizade não traz só problemas! Pelo contrário! Amizade de verdade traz apenas alegrias! Falo disso com propriedade.
Ter alguém com quem trocar uma ideia... alguém a quem recorrer em caso de problemas... alguém com quem compartilhar as alegrias na hora das conquistas...

Quase me arrisco a dizer que a amizade é coisa mais importante na vida!
Se tu achas que é a família, te pergunto: Tua família não é, em primeira instância, tua amiga?
Se tu achas que é o dinheiro, te pergunto: Qual é a graça em ter rios de dinheiro e não ter com quem aproveitar os prazeres que o dinheiro proporciona?
Se tu achas que é o amor, te pergunto: Não deveria tua(teu) amada(o) ser, primeiramente, tua(teu) amiga(o)?
Se tu achas que é o trabalho, faço as últimas perguntas: Trabalhas pra quê? Pra ganhar dinheiro, certo? Volto à segunda pergunta: Qual é a graça em ter rios de dinheiro e não ter com quem aproveitar os prazeres que o dinheiro proporciona?

Tenho certeza que tenho grandes amigos! Pessoas que entraram em meu coração e que de lá não sairão facilmente!
Mas também tenho consciência que nem todos que hoje acho que ficarão lá para sempre efetivamente ficarão... Pena, perder qualquer um deles seria, no mínimo, deveras perturbador.

Obrigado a todos os meus amigos!